O prefeito de Praia Grande, Alberto Mourão tem muitas referências a apresentar como o prefeito mais desenvolvimentista da Baixada. Aquele município tem os momentos antes e depois do Mourão.
Na Tribuna Livre do jornal A Tribuna de domingo, o prefeito faz xororo do seu projeto Complexo Empresarial Andaraguá que não decola. Mas, se queixa por chegar com a bola à área sem conseguir fazer o gol, por deficiência própria. Falta-lhe estratégia.
Esse problema de desconhecer o Porto de Santos é comum às nove cidades da Região Metropolitana da Baixada Santista. Buscar solução para esse problema no Condesb, o conselho de desenvolvimento da região, é mera perda de tempo e dinheiro.
Em poucas palavras: Andaraguá inexiste sem conexão com o Porto de Santos. Definir o horizonte desse excelente projeto vai potencializar efetivamente o progresso regional.
Quando se discutiu pela primeira vez o potencial de hidrovias da região na Codesp, a administradora do porto, o Andaraguá teve exposição destacada. Infelizmente, Praia Grande parece não perceber os rumos inovadores e insiste nas soluções provincianas sem perspectivas. Assim, um excelente projeto tão necessário regionalmente fica postergado. Como tem sido com o túnel Guarujá-Santos.

*Caso não consiga visualizar os comentários, verifique se não existe nenhum impedimento de acesso aos recursos do Facebook.